A Fisioterapia do Trabalho desenvolve ações voltadas para a promoção, prevenção e  manutenção da saúde do trabalhador. A prese...

Fisioterapia no trabalho traz motivação ao funcionário




Resultado de imagem para fisioterapia no trabalho

A Fisioterapia do Trabalho desenvolve ações voltadas para a promoção, prevenção e  manutenção da saúde do trabalhador. A presença do profissional da fisioterapia no ambiente empresarial propicia a integração harmônica entre as condições físicas e emocionais do trabalhador e a demanda da empresa no sentido de ter profissionais atuantes.
O resultado da Fisioterapia do Trabalho beneficia não só o trabalhador e a empresa, como também o cliente, que se fica satisfeito ao ser atendido por um profissional disposto  e motivado. O trabalho tem resultado imediato e reflete também no longo prazo. Os colaboradores expressam satisfação e com as atividades desenvolvidas se sentem mais dispostos e animados para trabalhar, além da integração  que as atividades proporcionam.
Ela acrescenta que o fisioterapeuta do trabalho deve ter o máximo de conhecimento no ramo de atividade em que atua, da realidade e cultura da empresa em que está inserido.  E deve aliar, ainda, os conhecimentos específicos em prevenção, ergonomia, biomecânica, qualidade de vida, normas regulamentadoras, dentre outros.
O Fisioterapeuta do Trabalho pode  integrar  uma equipe multidisciplinar participando do planejamento e implantação de  programas destinados à educação para a saúde do trabalhador, ou mesmo, ser um gestor de qualidade de vida na empresa.
O resultado do trabalho pode ser visto pelo baixo índice de afastamento ou doenças ocupacionais. Além disso, o trabalho do fisioterapeuta extrapola o âmbito organizacional, uma vez que as orientações posturais abrangem também as atividades que ele desenvolve em casa, por exemplo, forma de dormir, sentar-se, mudar móveis de  lugar, carregar mochila, escolha de colchão, etc.
O fisioterapeuta na empresa contribui não apenas para a qualidade de vida e satisfação dos funcionários no trabalho, mas também para a imagem positiva e melhor proteção legal da empresa, impactando positivamente os seus resultados.
 
 O comprometimento do profissional de fisioterapia bem como os resultados que ele apresenta reforça sua importância na área, o que tende a aumentar a demanda de atuação do profissional na empresa. É importante destacar, ainda, que o fisioterapeuta tem que estar junto do trabalhador, acompanhar o seu dia-a-dia, a sua relação com os equipamentos, a sua condição emocional, seu jeito de ser e de relacionar com as pessoas, pois tudo isso pode trazer implicações positivas ou negativas nas chamadas doenças ocupacionais. O leque de atuação do profissional é imenso.

Publicado em 4/6/12 e revisado em 28/8/19

0 comentários:

As dores nas costas podem estar relacionadas à diversos fatores, como envelhecimento natural, estresse, sobrepeso e tabagismo. A dor p...

Recursos Fisioterapêuticos na Lombalgia Ocupacional




As dores nas costas podem estar relacionadas à diversos fatores, como envelhecimento natural, estresse, sobrepeso e tabagismo. A dor por si só pode ser também um sintoma, seja de problemas ginecológicos, renais ou de outras patologias relacionadas à dores crônicas, como osteoporose e fibromialgia.

Além dos inúmeros fatores biológicos, existe a lombalgia ocupacional, em que o prejuízo atrelado às profissões podem acelerar ou causar a dor. O uso excessivo de computadores no trabalho, ofícios que envolvem carregamento de carga e longas jornadas de trabalho são fatores agravantes.

Ajustar o ambiente de trabalho ao próprio bem-estar – com mobiliário adequado e exercícios laborais – é considerado pelos especialistas uma das estratégias preventivas mais eficientes para as dores nas costas.

Além disso, o controle do peso também é uma necessidade, já que a obesidade altera a postura, compromete coluna e pescoço e pode ser ponto de partida para as dores. Outra indicação são os exercícios físicos, sempre com orientação especializada, que fortalecem a musculatura. Entre os mais indicados estão o pilates, a ioga e a meditação .

A Fisioterapia é um importante aliado nessa reabilitação., seja no ambiente do trabalho ou não. Na Fisioterapia, pode-se fazer o uso das Bandagens elásticas. A bandagem elástica tem como objetivo oferecer suporte externo aos tecidos moles, não limitando sua ação. Ela promove estímulos mecânicos constantes na pele, que ativam receptores cutâneos sensíveis a alterações do sistema articular. Estes se comunicam com tecidos profundos, ocasionando o aumento do espaço intersticial, o que resulta em uma diminuição da pressão sobre os nocioceptores, diminuindo a dor e permitindo que a circulação e a linfa fluam mais livremente.

Quer saber mais sobre a APLICAÇÃO e USO da BANDAGEM FUNCIONAL? Conheça o curso Completo OnLine de Bandagem NeuroMuscular Funcional para Profissionais da saúde. O Curso contém 12 módulos que vão desde a parte teórica até a execução de aplicação completa de todos os membros e alguns Casos Clínicos. Clique aqui e saiba mais!

0 comentários:

Faça Fisioterapia