O pefil do profissional de Ginástica Laboral


>



A GL é uma atividade que requer um programa bem elaborado, por um profissional capacitado, um profissional de Educação Física, que atue de forma a atender às necessidades dos funcionários e da empresa. E de acordo com Oliveira (2003), o desenvolvimento do programa só trará resultados positivos se o profissional de Educação Física contar com o apoio de uma equipe multidisciplinar composta por médico do trabalho, técnico de segurança do trabalho, psicólogo, além dos próprios funcionários.

Uma importante responsabilidade do profissional de GL é, antes de tudo, fazer um diagnóstico dos setores de trabalho e suas particularidades, bem como verificar as necessidades dos trabalhadores de forma individual. Detectando as causas dos problemas, preocupando-se em como direcionar os recursos humanos e financeiros para uma melhor aplicabilidade da GL.

Oliveira (2003) enfatiza que é necessário, além de fazer um diagnóstico prévio, desenvolver avaliações contínuas no decorrer do desenvolvimento deste. Afirma ainda, que essas avaliações podem ser realizadas através de questionários aplicados aos funcionários acerca da saúde dos mesmos, avaliação subjetiva de questões psicológicas, bem como questionários acerca da avaliação dos resultados do programa.

Outro fator importante é como o profissional de Educação Física irá elaborar e desenvolver os exercícios. Uma alternativa é a utilização de atividades que envolvam dinâmica em grupo, estimulando a interação e a valorização do trabalho em equipe, bem como atividades recreativas utilizando-se de músicas, para a descontração, motivação e animação dos funcionários. Não deixando de adotar o alongamento como parte integrante do processo.

Para Picoli e Guastelli (2002) o alongamento é de suma importância no programa de GL, pois o alongamento é uma atividade simples, suave, mas proporciona inúmeros benefícios a saúde do trabalhador. Dentre elas o autor apresenta:

Redução da tensão muscular;

Melhora a circulação sanguínea;

Melhora do retorno linfático;

Redução de lesões;

Desenvolvimento de consciência corporal;

Melhora da qualidade de vida;

Lembrando que os exercícios e alongamentos têm que respeitar o limite de cada indivíduo, bem como levar em consideração as necessidades de cada setor de trabalho. O profissional de GL, ao estabelecer sua proposta de trabalho, deve visar também o lado educativo, permitindo a cada funcionário expressar suas emoções, percepções e expectativas, valorizando a experiência vivenciada de cada um, bem como os interesses e o saber de todos. Por isso a importância de haver uma troca de conhecimentos, uma avaliação contínua e um bom relacionamento funcionário-professor, não havendo uma imposição, mas sim, uma troca de conhecimentos.
O pefil do profissional de Ginástica Laboral O pefil do profissional de Ginástica Laboral Revisado by Faça Fisioterapia on 11:43 Nota: 5

Nenhum comentário